Projeto fotográfico é realizado em Pelotas

    Na praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas, nesta quarta-feira (11) ao meio-dia, o equipamento chamou a atenção dos curiosos. Acionado por controle remoto, o pequeno helicóptero manejado por Marcelo Vaccari tinha uma missão mais que especial: fotografar o centro histórico de Pelotas para ser depois mostrado em uma fotografia panorâmica de 360 graus, como parte de um projeto que divulgará a cidade para investidores e turistas através de portal específico, no máximo em 60 dias. 
    O roteiro traçado pela Aurora Imagens também incluiu áreas como a do futuro Shopping Pelotas, do Porto, da planta industrial da Joaquim Oliveira S/A Participação (Josapar), da Associação Rural de Pelotas (ARP), da ponte sobre canal São Gonçalo e os novos condomínios da avenida Ferreira Viana.

    Considerando que as fotografias aéreas feitas pelo equipamento, num total de 12, serão montadas para exibição em 360 graus, essa é uma importante ferramenta para oferecer Pelotas, como parte de uma estratégia de planejamento urbano, que identificará os locais onde já são feitos investimentos e aqueles que ainda estão disponíveis. “Será possível navegar pela cidade”, diz Vaccari, que é o proprietário da Aurora e já fez o mesmo trabalho em Porto Alegre. Em Pelotas, serão fotografados 30 pontos diferentes, adiantou Vaccari.

    “A ideia é sugerir áreas de expansão na cidade”, disse Fernando Estima, da Estima Mercados, que contratou a Aurora Imagens, que na quinta estará presente em Rio Grande, para o mesmo trabalho. “Queremos vender o pacote da Zona Sul, através de Pelotas e Rio Grande”, explicou Estima, que acompanhava os trabalhos na Coronel Pedro Osório. Empresa participante da TecnoPUC, em Porto Alegre, a Aurora Imagens utiliza tecnologia desenvolvida por Vaccari e sua equipe, com equipamentos alemães, japoneses e norte-americanos, que mantêm uma máquina fotográfica acoplada ao helicóptero de pouco mais de um metro de diâmetro, dotado de GPS e estabilizador. Paulista, Vaccari trabalha há dois anos com o equipamento.

    Fonte: Maria da Graça Marques – Jornal Diário Popular

    Comentário meu – Projeto semelhante foi desenvolvido em Porto Alegre há uns meses atrás, para ver algumas fotografias em 360º, clique aqui



    Comentários