Ibama concede licença de instalação para início das obras do Contorno de Pelotas

    Segundo o repórter da Rádio Gaúcha Jocimar Farina, no excelente blog “Estamos em Obras”, a licença ambiental que autoriza o começo da duplicação de 24 quilômetros do chamado Contorno de Pelotas, entre a BR-116 e a BR-392, foi assinada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na última quinta-feira. A assinatura da licença de instalação foi comunicada ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) na sexta-feira.
    Em maio, a presidente Dilma Rousseff garantiu o investimento como havia sido previsto. A licitação havia sido suspensa porque se cogitou a possibilidade de baratear o empreendimento retirando do projeto algumas obras-de-arte.
    Esta semana, o Ibama já havia concedido a licença de instalação da duplicação dos 211 quilômetros da BR-116, entre Guaíba e Pelotas (leia mais aqui). O Dnit encaminhou à Brasília as notas técnicas das duas obras para a Presidência da República. A assessoria da presidente irá avaliar agora a possibilidade da presidente Dilma Rousseff vir ao Rio Grande do Sul para assinar a ordem de serviço das duas obras.
    Enquanto esta assinatura não ocorre, o Dnit já autorizou as empresas da duplicação da BR-116 a iniciarem os trabalhos. Na próxima semana, o mesmo deve ocorrer com as construtoras responsáveis pela duplicação do Contorno de Pelotas.
    As empresas precisam agora conseguir do Ibama as licenças para instalações dos canteiro de obras e jazidas (de onde será retirado o aterro para a obra). A liberação deve ocorrer num prazo de até 90 dias. Neste período, as construtoras já podem realizar serviços como levantamento topográfico, limpeza de bueiros e retirada de vegetação da faixa de domínio.
    A expectativa do Dnit é que as duas obras, com máquinas na pista, possam iniciar entre novembro e dezembro.
    O superintendente do Dnit no Rio Grande do Sul, Vladimir Casa, falou sobre a licença ambiental concedida pelo IBAMA que permite o início das obras do Contorno de Pelotas. Ouça clicando aqui.

    A obra no Contorno de Pelotas, da ponte do Retiro (na BR-116) ao Canal São Gonçalo (na BR-392), está orçada em R$ 430,6 milhões.

    Lote 1 A = Construtora HAP Engenharia Ltda. Duplicação de 11,01km = Do km 511,758 ao km 522,768 (BR-116). Investimento de R$ 218,18 milhões.

    Lote 1 B = Consórcio SBS Engenharia e Construções AS., MAC Engenharia Ltda e Construtora Pelotense Ltda. Duplicação de 12,682km = Do 522,768 ao 527,680 (totalizando 4,912km) na BR-116 e do Km 60,631 ao 68,400 (totalizando 7,77km) da BR-392. Investimento de R$ 212,47 milhões.

    Viadutos:
    * BR-116 próximo a unidade da Josapar na Vila Princesa;
    * BR-116 no acesso à Avenida Fernando Osório;
    * BR-116 no acesso à Avenida Leopold Brod (Sítio Floresta);
    * BR-116 no acesso à Avenida 25 de Julho;
    * BR-116 na intersecção com a BR-293 e BR-392 (trevo da Fenadoce);
    * BR-116 no acesso à Avenida Herbert Hadler;
    * BR-116 no acesso à Avenida Cidade de Lisboa;
    * BR-116 no acesso à BR-392;
    * BR-392 no acesso à Avenida Duque de Caxias;
    * BR-392 sobre a rede ferroviária;
    * BR-392 na intersecção com Av. Viscondessa da Graça.

    Pontes:
    * BR-116 sobre o Arroio Pelotas (Retiro), inclusive substituição da atual;
    * BR-116 sobre o alagado da Barragem Santa Bárbara, inclusive reforço da atual;
    * BR-392 sobre o canal Santa Bárbara, inclusive alargamento da atual.

    Veja no mapa interativo a localização das pontes e viadutos:

    Visualizar Caminhos da Zona Sul em um mapa maior
    Posts relacionados



    Comentários