Presidente da Estaleiros do Brasil ministra palestra em Rio Grande

    O público lotou o auditório da Câmara de Comércio na noite de sexta-feira, 19, para a aula inaugural do semestre da Unisinos Rio Grande. Na oportunidade o presidente da Empresa Estaleiros do Brasil (EBR), Alberto Padilla, ministrou a palestra “EBR: do sonho à realidade”. 
    O encontro contou com a participação de alunos dos cursos de MBA da Unisinos, bem como de estudantes de outras instituições, autoridades, representantes de entidades de classe do Município, políticos, secretários de governo, vereadores e empresários do Município e Região. Inicialmente 
    Padilla detalhou de maneira breve a história da prospecção do petróleo em nível mundial e no País. Dentro desse contexto, ressaltou as oportunidades econômicas que o ciclo gerou em escala global.Atualmente a Unisinos está com uma oferta de três MBAs na área de Gestão para Rio Grande: Gestão Estratégica no Contexto do Polo Naval; Gestão de Projetos; e Gestão de Projetos para Indústria Naval. A palestra foi uma promoção da Unisinos, com o apoio da Câmara de Comércio. 
    Em seguida o presidente da EBR explanou a respeito, de maneira específica, as obras de implantação do Estaleiro em São José do Norte. Ele comentou que o escritório central da empresa já está em fase final de instalação. A nova área de construção de plataformas marítimas deverá ocupar um espaço de cerca de 1,5 milhão de metros quadrados, em frente ao Estaleiro Rio Grande, com capacidade para montagem de duas plataformas simultaneamente. 
    Ao final da palestra, Padilla apresentou o vídeo que detalha o funcionamento do Estaleiro. O empreendimento deverá contribuir para a melhoria da qualidade sócio-ambiental e o aumento na geração de emprego e renda no município do São José do Norte.
     O investimento no estaleiro em São José do Norte é estimado, atualmente, em cerca de US$ 420 milhões e deverá gerar de mil a 4 mil empregos diretos, ocupando uma área total de 1,5 milhão de metros quadrados. O cais terá 700 metros de extensão e a intenção é que o estaleiro seja o primeiro do mundo com selo verde. O financiamento do projeto deverá vir através de recursos do Fundo da Marinha Mercante (FMM).
    Fonte: Conexão Marítima

     ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook 

    Siga o Blog no Twitter
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários