Consultoria aponta áreas críticas para o desenvolvimento de São José do Norte

    Os pontos mais importantes a serem levados em consideração no desenvolvimento de São José do Norte foram apresentados nesta tarde, na entrega do estudo Avaliação do Impacto Regional e Local Decorrente da Implantação da Estaleiros do Brasil (EBR) no município.

    Representantes do Governo do Estado conheceram o resumo do levantamento desenvolvido pela consultoria M. Stortti a partir de um convênio entre a Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI) e a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs).

    Para o presidente da AGDI, Marcus Coester, o primeiro passo é conhecer os impactos que um empreendimento de grande porte como o estaleiro da EBR no município, para então poder traçar um plano de ação. “Dispomos de uma área de expansão importante, do ponto de vista nacional, em São José do Norte, por isso é essencial saber em que pontos a infraestrutura precisa ser melhorada”, afirmou.

    Algumas das recomendações do estudo são elaborar um plano de implantação de infraestrutura básica (energia, água e esgoto), incentivar a regularização fundiária e executar programas de qualificação de mão de obra. Um plano urbanístico e melhorias nos acessos hidroviário e rodoviário também são necessidades, assim como melhorar o transporte coletivo.

    Como oportunidades, o estudo aponta que o investimento pode promover uma economia equilibrada, diversificada, moderna e dinâmica em quatro eixos: pesca comercial; turismo, cultura e indústria criativa; energia eólica e tecnologias verdes; e em resíduo zero e indústria de tecnologias limpas. Foram observados no estudo, além de São José do Norte, oito municípios do entorno.

    A apresentação teve a presença dos secretários do Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI), Mauro Knijnik, do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta, do presidente da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), Oscar Escher, entre outras autoridades do Estado. O presidente da Federação das Indústrias do RS (Fiergs), Heitor Müller, e a coordenadora de administração de contratos da EBR, Marta Krafta, também participaram da reunião.

    Texto: Assessoria SDPI

     ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook 

    Siga o Blog no Twitter
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários