Presidente da Sulgás otimista com a possibilidade de construção de terminal de regaseificação em Rio Grande

    Bem otimista sobre a construção de um terminal de regaseificação no Estado está o presidente da Sulgás, Roberto Tejadas. A injeção de ânimo veio depois do reforço de interesse no projeto manifestado pelo presidente do Hyundai Group Brasil, Victor Park, ontem, na Federasul.

    Estimada em US$ 5 bilhões, a iniciativa envolve Sulgás, Petrobras, Samsung e Hyundai, por meio de sua área de marinha mercante, e ainda está em análise financeira, mas Tejadas estima que possa se tornar realidade dentro de três anos.

    Mesmo que a presidente da Petrobras, Graça Foster, considere bem difícil sua execução agora.

    A planta, que pode ficar em Rio Grande, deve ter capacidade de 7 milhões de metros cúbicos por dia de gás, que seria destinado ao mercado gaúcho e ao resto do país.

    – É importante o entusiasmo do diretor sul-coreano, pois trata-se de um dos envolvidos no projeto – afirma Tejadas.

    Victor Park destaca que um dos maiores entraves para que a proposta decole está em encontrar um fornecedor estável de gás, que atenda à usina por 20 anos.

    Fonte: Maria Isabel Hammes – Informe Econômico – Jornal Zero Hora
    ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários