Um ano de Caminhos da Zona Sul

    Na última semana o blog Caminhos da Zona Sul completou um ano de vida. Gostaria de aproveitar a data para compartilhar aqui a minha alegria ao ver que cada vez mais gente acessa, comenta e participa deste espaço. As pessoas que convivem comigo de forma mais próxima sabem da satisfação com que falo disso e do quanto me sinto motivado a diariamente escrever aqui.

    Não tenho a pretensão de competir com os veículos “tradicionais” de comunicação. Não sou jornalista, sou engenheiro. Também não observo no foco do blog a busca por dar informações em primeira mão. Ainda assim, quem lê o Caminhos da Zona Sul há algum tempo ficou sabendo antes, por exemplo, que a Fibria (ex-Votorantim Celulose e Papel) tinha vendido suas terras na região, que a Rádio Gaúcha deverá se instalar em breve na região ou ainda que a Azul já estava vendendo passagens entre Pelotas e Porto Alegre (os primeiros a ver a notícia conseguiram comprar passagens por R$ 38,90 o trecho :))

    Fico muito contente ao receber o feedback de pessoas que acompanham o blog. Toda vez que recebo um contato via e-mail, Facebook ou pessoalmente de alguém que, conhecendo-me anteriormente ou não, relata que lê o que escrevo aqui fico feliz e motivado a continuar com esse projeto. Quero, cada vez mais, que o Caminhos da Zona Sul seja visto como uma fonte relevante de informações da região, quando o assunto for economia e investimentos. Quero que as pessoas reconheçam este espaço como um ambiente para ficarem bem informadas.

    Por outro lado, preciso confessar que nesse um ano ouvi, de duas pessoas diferentes, que o blog “só fala das coisas boas da região” ou que “tem a intenção de criar uma ‘agenda positiva’” e isso me deixou, de certa forma, receoso, pois não concordo. Não me sinto pressionado a isto, não tenho a intenção e não quero ver apenas “um lado da moeda”. Não tive nenhum problema em criar aqui a série “inveja da Serra”, para mostrar fatos que acontecem naquela região do Estado e que me levam a pensar no dia em que veremos a mesma cultura empreendedora em nossas cidades. Também fiz análises diferentes – e críticas – do que ouvimos por aí, por exemplo, questionando a gestação do polo naval do Jacuí ou a presença da energia eólica na região.

    Enfim, agradeço aos 113.728 acessos recebidos até hoje (média atual de 421 acessos por dia), aos 999 “curtir” na página do Facebook e aos 199 assinantes do boletim diário via e-mail. Gostaria de convidar a todos para colaborarem com o blog, quero neste próximo ano ampliar a participação de outras pessoas aqui. Lembrando especialmente dos que já o fizeram, não conhecia nenhum deles pessoalmente, mas fiquei muito contente ao receber contato, informações, opiniões, fotos e vídeos de Jorge Alberto Martinez-Lopes, Rafael Lopes, Thiago Braga Freire, Moisés Fernandes, Rafael Kubaski, Nevile Przybylski, João Luís Cunha, Eugenio Lumertz, Mauricio Mata, Bruno Domingues, Eduardo Kornowski, Cristian, Ricardo, Rodrigo de Aguiar (Blog Busologia Papareia), Anderson Anthonisen, Diego Balinhas, Hector Peres Dias, Fábio, Othavio Cardoso, Rafael, Cristiano Almeida, entre outros. Também gostaria de lembrar do pessoal das assessorias de imprensa e os jornalistas com quem mantive contato, sempre atenciosos, especialmente Tyele Dias Antonacci, Claucio Brião, Márcio Daudt, Giane Heidrich Guerra e Jocimar Farina.

    Marcelo Nogueira
    Caminhos da Zona Sul
     ______________________________________________
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários