Vinícolas na Campanha

    A Vinícola Guatambu, de Dom Pedrito, uma das 18 empresas vitiviníferas que estão mudando o cenário visual e econômico da região da Campanha gaúcha, inaugurou, dia 6 de junho, seu prédio em estilo espanhol da fronteira, onde já funciona a produção de vinhos e, a partir de agora, oferecerá atividades de enoturismo, com degustações, venda de vinhos e artigos típicos da região, restaurante com comida da fronteira e atividades de turismo rural entre os parreirais. 

    O projeto, desenvolvido pelo empreendedor rural Valter José Pötter – arroz, soja, milho, aveia, sorgo e pecuária Hereford, Braford e Texel – e sua família custou, no total, R$ 10 milhões, investidos desde a primeira muda de Cabernet Sauvignon importada da França, em 2003. Só no prédio-cantina foram investidos, nos últimos dois anos, R$ 6,2 milhões. 

    Na festa de inauguração, Gabriela Pötter, filha responsável pelo projeto, e o enólogo uruguaio Alejandro Cardozo, apresentaram dois novos vinhos, o Tannat Rastros do Pampa e o Espumante Rosé Brut, que se somaram aos outros 10 já no mercado. E anunciaram que estão elaborando, desde 2011, um vinho que só ficará pronto em 2015, uma novidade para o mercado brasileiro, o Épico, com uvas Tannat, Cabernet Sauvignon e Merlot de três safras diferentes, 2011, 2012 e 2013. Com 14% de álcool, será um vinho de guarda. 

    A inauguração teve uma grande festa, com a presença do secretário da Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, representando o governador Tarso Genro, o secretário do Trabalho Luiz Augusto Lara, o deputado Afonso Hamm, o ator Thiago Lacerda, além de líderes rurais e produtores de vinho de todo o estado.
    Fonte: Danilo Ucha – Jornal do Comércio

    ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários