Revista de bordo da Azul dedica cinco páginas a doces de Pelotas

    A Azul Magazine, publicação da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, que tem tiragem de 90 mil exemplares e é distribuída gratuitamente aos passageiros da companhia aérea, dedicou cinco páginas da terceira edição do ano aos doces pelotenses – em especial aos 14 tipos fabricados artesanalmente a partir de receitas tradicionais, que conquistaram selo de autenticidade concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) e apresentam indicação de procedência.
     

    Com o título “Os doces DOC de Pelotas” – a sigla refere-se à Denominação de Origem Controlada -, a matéria tem 18 fotografias, a maioria das guloseimas, mas também mostra parte do patrimônio histórico cultural do Município, tais como a Fonte das Nereidas da Praça Coronel Pedro Osório, o Theatro Sete de Abril, o chafariz As três meninas e o Casarão Dois (casa azul).
     

    A reportagem destaca ainda celebridades do passado e do presente que acentuam a característica de “Terra de cultura e arte” de Pelotas, tais como Antônio Caringi (1905-1981), João Simões Lopes Neto (1856-1916), Leopoldo Gotuzzo (1887-1983) e, recentemente, o escritor Aldyr Schlee e o compositor Vitor Ramil, entre outros.

    Em abril deste ano a revista de bordo da Azul já tinha publicado uma matéria noticiando o início das operações da companhia em Pelotas, sob o título “O sul azulou”. 

    Fonte: Comunicação da Prefeitura de Pelotas. Texto: Joice Lima Fotografia: Eduardo Beleske
    _______________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários