Brava anuncia retorno do voo Porto Alegre – Pelotas – Porto Alegre

    O presidente da Brava Linhas Aéreas, Jorge Barouk, anunciou o retorno de voo entre Porto Alegre e Pelotas para o dia 1º de novembro, mas ainda com uma aeronave LET 410. A ligação entre os dois destinos através da Brava está desativada desde 1º de outubro, confirmou o empresário, assim como o restante da malha aérea da empresa nos três estados do Sul do país, com exceção dos voos entre Porto Alegre e Rio Grande, que foram mantidos, com uma única aeronave em operação. As informações são do Jornal Diário Popular, de Pelotas.

    De acordo com a reportagem, está confirmado uma única rota envolvendo Pelotas, com saída de Porto Alegre às 11h45min e retorno às 13h51min. “A gente está retornando. A gente vai acreditar”, disse Barouk, apontando a concorrência de preços trazida por outra empresa aérea para a cidade. “A nossa receita baixou para um terço”, avaliou o empresário, explicando que a utilização das aeronaves Brasília – Embraer 120 pode reverter esse quadro. Para Rio Grande, continuarão os três voos diários: dois pela manhã e um à tarde, com um de retorno a Porto Alegre pela manhã e dois à tarde.

    Ainda conforme a matéria, Barouk declarou que o Brasília adquirido pela Brava em setembro do ano passado, que poderia fazer o trecho entre a capital gaúcha e Pelotas, ainda não está com voos aprovados. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou as operações com a aeronave, mas faltam as homologações, detalhou o empresário. Outros dois aviões iguais já foram adquiridos, mas devem ser entregues à Brava nos próximos meses. Os antigos LET 410 não tiveram renovados os contratos de leasing pela Brava, que se viu obrigada a buscar nessa mesma modalidade outras duas aeronaves do mesmo modelo para a retomada dos voos em conexões no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná.

    “Alguns aeroportos não comportam o Embraer 120”, explicou Barouk a repórter Maria da Graça Marques. No de Rio Grande, no entanto, ele acredita que a operação com essa aeronave poderia ocorrer, já que a pista foi ampliada e existem bombeiros treinados, que precisam ser colocados novamente à disposição para atuação na Brigada de Incêndio. Segundo Barouk, a transformação da empresa em uma maior é planejada desde a aquisição da antiga NHT Linhas Aéreas, em julho de 2012. Em Pelotas, o superintendente do Aeroporto, Francisco Camejo, confirmou a renovação do contrato de locação com a Regional gaúcha da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) das instalações ocupadas pela Brava.

     ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook

    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários