Rio Grande Mineração apresenta seu programa para São José do Norte

    Através de um bem elaborado folder, a RGM (Rio Grande Mineração) está mostrando o trabalho que será desenvolvido no “Projeto Retiro”, cuja documentação já encontra-se em tramitação, visando a obtenção da Licença Prévia junto ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
    A Rio Grande Mineração, segundo o folheto explicativo, é uma empresa brasileira com atuação na América do Sul e foco no desenvolvimento de projetos de mineração de Titânio e Zircônio. O Projeto Retiro é prioridade da RGM e tem como objetivo o desenvolvimento de depósito de Titânio e Zircônio no Município, localidade do Retiro, para abastecimento do mercado nacional e internacional, e para tanto, com projeto de vida útil estimada em 20 anos, tem uma previsão de investimento de 800 milhões de reais para uma produção anual em torno de 300 a 600 mil toneladas de produtos.
    O folheto explicativo salienta que “os minérios presentes nos depósitos do Projeto Retiro são a Ilmenita, o Rútilo e o Zircão. Ilmenita e Rútilo são minerais de Titânio, material importante para a produção de pigmentos e de ligas especiais para área médica, por sua característica não-tóxica e não reagente. O Zircão, também conhecido como Zirconita, é principalmente usado na indústria de cerâmicas e refratários e como aditivo em aços especiais.
    Esses minerais – tipicamente escuros – estão presentes nas areias de toda a região e mais concentrados ao longo de um corpo de minério distante da área de praia que será lavrado. Todo o processo de extração destes minérios ocorrerá por separação fisica, sem utilização de nenhum produto químico e sem geração de qualquer poluente no processo”.
    No que diz respeito a oportunidades e benefícios do projeto, a RGM mostra que “durante a implantação, o Projeto Retiro deverá gerar 1.500 empregos diretos no pico das obras. Uma vez instalado, estima-se que o projeto deverá gerar 350 empregos diretos. Além dos empregos diretos, há os empregos indiretos que se estendem por toda a cadeia produtiva de comércio e serviços, assim como os impostos e taxas federais, estaduais e municipais que somam entre 50 e 70 milhões de reais anuais”.
    Preservação ambiental 
    O folheto conclui frizando que “as áreas mineradas serão integralmente recuperadas concomitantemente ao processo de lavra. Cerca de 95% da terra e areia serão retornadas ao solo, sem utilização de nenhum produto químico e sem rebaixamento da topografia. Depois da recomposição do solo, a vegetação será replantada com o uso de quebra ventos e de outros procedimentos de fixação do solo”.

    ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários