Estaleiro Rio Grande inicia terceira etapa

    O polo naval gaúcho será aprimorado. A empresa Ecovix já começou a implantação da próxima fase do Estaleiro Rio Grande (ERG), preparando o terreno para a construção do chamado ERG 3. O diretor da companhia, Alexandre Canhetti, explica que o novo complexo compreende um enorme almoxarifado e servirá para desocupar áreas do ERG 1 e ERG 2 (onde estão localizados o cais e o dique seco do estaleiro), otimizando a operação. Essas duas últimas estruturas implicaram investimento de cerca de R$ 1 bilhão, e o ERG 3 deve absorver algo próximo a R$ 120 milhões. A conclusão do empreendimento será em menos de dois anos.A Ecovix tem garantida hoje a encomenda da realização de oito cascos para plataformas FPSOs (unidades flutuantes que produzem e armazenam petróleo) e de três navios-sonda. O primeiro casco, da plataforma P-66, deverá sair do dique seco no final deste mês e, em junho, ser encaminhado para Angra do Reis, onde será feita a parte de integração e complementação. No total, os oito cascos e os três navios sondas somam contratos na ordem de US$ 5,6 bilhões.

    Outra novidade da Ecovix é o recém criado instituto de pesquisa Tecvix, que será abrigado no Parque Tecnológico Oceantec da Universidade do Rio Grande (Furg). A ferramenta servirá para desenvolver soluções tecnológicas para o setor da indústria naval. Atualmente, segundo Canhetti, o Estaleiro Rio Grande emprega em torno de 10 mil colaboradores em suas atividades.

    Fonte: Jefferson Klein – Jornal do Comércio




    Comentários