IBAMA vistoria três lotes das obras de duplicação da BR-116/RS

    “Nas vistorias verificamos se as atividades estão sendo executadas de acordo com o que foi proposto no licenciamento”. A fala da analista ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (IBAMA), Maína Roman, resume o objetivo das fiscalizações realizadas nas áreas de apoio das obras de duplicação da BR-116/RS – Guaíba a Pelotas. Na última quarta-feira, 12 de março, o órgão percorreu dez locais referentes aos lotes 04, 05 e 06 do empreendimento.

    Ao todo foram vistoriados dois canteiros de obra, seis jazidas e duas pedreiras. Além de observar os itens acordados com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o órgão também verifica o cumprimento do Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD), o qual reúne informações que permitam a avaliação da alteração e a consequente definição de medidas adequadas à recuperação da mesma. A principal preocupação do IBAMA é prevenir impactos como a ocorrência de processos erosivos, contaminação do solo, geração de poeira e ruídos e o assoreamento de mananciais hídricos.

    Para cada impacto são previstas ações de controle, as quais contam com a supervisão da Gestão Ambiental (STE S.A.) do empreendimento. Estas incluem revegetação, sistemas de proteção de vazamentos, canaletas de drenagem, bacias de contenção de sedimentos, umidificação dos acessos, entre outros. Desta forma, o IBAMA e o DNIT visam garantir que estas áreas de apoio sejam devolvidas aos seus proprietários com o mesmo potencial de uso anterior ao empréstimo. 
     

    Fotografia: Amanda Montagna – STE S.A.


     ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários