Zona Sul: Nova fábrica a caminho?

    Quem vai se instalar no Estado é a companhia portuguesa Amal Construções Metálicas, na esteira dos negócios do polo naval. Com suas atividades para o mercado offshore e ação intensa também na África e nas Américas, que rendem receita anual de 150 milhões de euros, escolherá área entre Rio Grande, Pelotas e São José do Norte.

    Em um primeiro momento, deverá optar por uma parceria com companhia local para, em seguida, implantar sua estrutura de fabricação de tubulações, tanques e estruturas metálicas especiais no sul do Estado. O assunto avançará em encontro de representantes da empresa, no final do mês, no Rio Grande do Sul.

    O acerto foi definido ontem, em visita de uma missão liderada pelo vice-governador Beto Grill à unidade do grupo em Setúbal (Portugal), quando o CEO Samuel Pacheco afirmou que o ambiente para negócios no Estado vai ao encontro do projetado pela companhia:

    – O mercado brasileiro, por si só, já é interessante. O Rio Grande do Sul, se pensarmos em questões como a localização geográfica e a demanda existente, se torna mais atraente ainda.

    Marcus Coester, diretor da Fiergs e integrante da comitiva, entende que o quadro atual do Estado chama a atenção dos investidores, pois aqui se encontra “a maior carteira de encomendas da Petrobras e um setor industrial maduro e diversificado”.

    Foto: Claiton Silva – Divulgação

    Fonte: Maria Isabel Hammes – Informe Econômico – Jornal Zero Hora
     ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários