Contorno de Pelotas: trânsito será modificado no trevo da Fenadoce

    Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), comissão organizadora da Fenadoce, Secretaria de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, Polícia Rodoviária Federal (PRF), concessionária Ecosul e consórcio responsável pelas obras de duplicação do lote 1-B do Contorno de Pelotas reuniram-se, nesta segunda-feira (19/05), no Centro de Eventos, para tratar das mudanças no trânsito no local. Foi definido, em consenso, que o entroncamento da BR-116 com a Avenida Presidente João Goulart (BR-293) será completamente bloqueado, nos próximos dias, para veículos que queiram entrar ou sair de Pelotas.

    Dois fatores foram decisivos para a definição do bloqueio: a saturação do tráfego de veículos no trevo e o avanço das obras de duplicação da rodovia. Segundo o chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da 7ª Delegacia da PRF, Fabiano dos Santos Goia, a rotatória já não está comportando o grande fluxo em termos de safra, o que poderia se agravar no período da feira. “A alteração será benéfica uma vez que possibilitará melhores condições de tráfego para quem se dirige ao Centro de Eventos, além de ser uma medida de segurança para os usuários que utilizam a interseção”, disse.

    O engenheiro do DNIT, Vladimir Casa, explica que a alteração também é necessária para a execução do aterro de acesso ao viaduto localizado junto ao trevo da Fenadoce e tem prazo previsto de duração para seis meses. “Temos consciência que isso representa uma mudança significativa aos usuários da rodovia, mas o benefício da obra irá superar estes transtornos”, falou. Segundo Casa, o bloqueio começa a operar entre sexta-feira (23/05) e segunda-feira (26/05), quando pequenos ajustes devem ser concluídos.

    Com a modificação, a BR-293 ficará de uso exclusivo para as indústrias e estabelecimentos locais, assim como para os usuários que desejam visitar a feira. “Após o término da Fenadoce, algumas alterações estão sendo estudadas para minimizar este impacto”, falou Casa. Os veículos que utilizam a Avenida Presidente João Goulart para entrar ou sair da cidade poderão utilizar os trevos da Avenida Fernando Osório e da Avenida Cidade de Lisboa.

     




    Comentários