RG: Prefeitura/Suprg assinam convênio de projeto de revitalização do Porto Velho e entorno

    A Superintendência do Porto do Rio Grande (SUPRG) e a Prefeitura do Rio Grande assinaram, na manhã de ontem (quinta-feira, 22), no Paço Municipal, o convênio para contratação de projetos para Revitalização do Porto Velho. A SUPRG realizará o repasse de R$ 737 mil para a prefeitura para a readequação do Projeto Macadar.

    Tendo como objetivo a revitalização do Porto Velho e Entorno, devido à necessidade e importância da preservação do Patrimônio Histórico da Cidade do Rio Grande, torna-se necessária a complementação dos projetos executivos de Arquitetura e Urbanismo deste local, para que se viabilize a posterior execução dos mesmos.

    O convênio tem por finalidade o desenvolvimento de projetos executivos de Revitalização do Porto Histórico do Rio Grande e Entorno, compostos por peças gráficas, memoriais, orçamentos e demais especificações necessárias para o acesso aos recursos disponibilizados pelo Governo Federal através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES e outras instituições.

    O projeto de revitalização do Porto Velho e áreas de entorno é desenvolvido em conjunto entre Fundação Cidade do Rio Grande, Superintendência do Porto, Universidade Federal do Rio Grande (Furg), Museu Oceanográfico e Prefeitura Municipal.

    Para o Superintendente do Porto, Dirceu Lopes, o objetivo é o trabalho em conjunto daquilo que é interface entre porto e cidade. “Esta é uma ação de responsabilidade social do Porto com a cidade do Rio Grande. A nossa concepção é de que o porto não pode estar de costas para sua cidade, portanto tem que ter uma relação estreita nas diversas questões que dizem respeito ao processo de desenvolvimento social, econômico e cultural do município”, destacou.

    O Projeto de Revitalização do Porto Velho do Rio Grande visa o retorno do cais ao convívio da cidade, criando um novo ponto de encontro da população junto à Lagoa dos Patos. A conversão do Porto, com novos usos, deverá contribuir para a retomada do Centro Histórico da Cidade do Rio Grande, integrando este importante setor urbano aos prédios de grande valor histórico.

    Histórico

    Inicialmente, cabe recordar que o Concurso Público de Arquitetura para a Revitalização do Porto Velho do Rio Grande, desenvolvido pela Superintendência do Porto do Rio Grande, iniciado em 1997, objetivava selecionar um trabalho em nível de Plano Diretor para toda a área do Porto Velho e, em nível de Estudos Preliminares, para os projetos de Arquitetura dos Armazéns, de Tratamento Paisagístico, de Elementos de Microarquitetura (mobiliário urbano) e de Comunicação Visual Externa dessa mesma área.

    Essa etapa foi concluída ao final do ano de 1998, sendo escolhida pelo júri do Concurso a proposta da equipe composta pelos arquitetos Raul Macadar, Augusto Pernau e Alvaro Porto, de Porto Alegre/RS – Escritório Macadar & Proto.

    De acordo com as regras desse concurso, os autores do melhor trabalho foram contratados para o desenvolvimento do Projeto Executivo Completo de Arquitetura do Armazém destinado ao Acervo Histórico do Porto do Rio Grande (museu / armazém 1); e do Projeto de Urbanização e Tratamento Paisagístico, de Elementos de Microarquitetura (mobiliário urbano) e de Comunicação Visual Externa do Porto Velho do Rio Grande, o que foi efetuado nos anos de 1999 e 2000.

    Fonte: Assessoria de Comunicação Social da SUPRG
    ________________________________________________________
    Curta o Blog no Facebook
    Siga o Blog no Twitter
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)




    Comentários