Wilson Sons divulga resultados do 1º trimestre de 2014

    A Wilson Sons, por meio de suas subsidiárias, é um dos maiores operadores integrados de logística portuária e marítima no mercado brasileiro. As principais atividades da Wilson Sons estão divididas nos seguintes negócios: Terminais Portuários, Rebocagem, Embarcações Offshore, Logística, Agenciamento Marítimo e Estaleiros.
    No Rio Grande do Sul a companhia está presente administrando o Terminal de Conteineres do Porto de Rio Grande (Tecon Rio Grande), resultado de uma licitação vencida em 1997. Neste período, vem operando as principais linhas de navegação que escalam o País. Tem cerca de 3 mil importadores e exportadores, tendo se tornado fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado.
    tecon 2Reproduzimos a seguir os trechos do relatório trimestral que citam, direta ou indiretamente, as operações em Rio Grande. O relatório é assinado pelo CEO das operações no Brasil Cezar Baião.


    A receita dos Tecons foi negativamente impactada pela desvalorização do R$, uma vez que o faturamento do negócio é predominantemente denominado na moeda brasileira. Além disso, a receita não acompanhou o crescimento dos volumes em função da piora no mix de contêineres do tipo cheio-vazio (passando de 68% no 1T13 para 64% no 1T14) e a maior representatividade de volumes de transbordo.
    • O crescimento de 11,5% no EBITDA foi impulsionado pelo (a):
    − Aumento dos níveis de importação em Rio Grande, principalmente em partes e peças, produtos químicos e borracha;
    − Captura das cargas de transbordo argentinas para exportação que anteriormente eram movimentadas pelos portos uruguaios, com sólidos volumes de frutas e peixes da região da Patagônia;
    − Incremento dos volumes de exportação em Salvador, com destaque para madeira, produtos químicos (principalmente polietileno), pneus e cobre;
    − Atividade de armazenagem de carga de projetos aquecida em função do novo estaleiro (Enseada do Paraguaçu) em fase de construção na Bahia;
    − Bom desempenho na cabotagem em Rio Grande como resultado do crescimento na movimentação de resinas, móveis e madeira;
    − A Aliança iniciou uma nova linha de cabotagem entre Manaus e Rio Grande, com destaque para a movimentação de motos e produtos eletrônicos no 1T14. A reestruturação de outros serviços da Aliança proporcionou uma opção para exportação das cargas de Rio Grande para Buenos Aires;
    − A redução dos impostos sobre a folha de pagamento também contribuiu para a melhora nos resultados de ambos os Tecons.

    ________________________________________________________
    Curta o Blog no Facebook
    Siga o Blog no Twitter
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)




    Comentários