Possível nova mina de carvão em Candiota

    A Companhia Riograndense de Mineração (CRM) resolveu acelerar os estudos e pesquisas para abertura de uma nova mina de carvão em Candiota. De acordo com o presidente da CRM, Elifas Simas, será buscado carvão de camadas mais profundas, onde ele é mais abundante, para atender à futura demanda de usinas termelétricas a carvão pelos projetos inscritos no leilão de energia, marcado pelo Ministério de Minas e Energia para 12 de setembro.

    Dois projetos que demandarão carvão já estão inscritos: o da Eneva, com a UTE Seival, de 600 MW, e o da Tractebel Energia, com a UTE Pampa, de 300 MW. A partir do resultado do leilão, a CRM deverá abrir o processo de contratação do projeto da nova mina.

    A estrutura ficará próxima a Seival, na área III, onde está prevista a construção das usinas termelétricas, conforme discutido em reunião, dia 17, com os engenheiros Elifas Simas, João Batista Casanova Garcia, Claudio Müller e Edson Beltrame de Aguiar e o geólogo Fernando Dable de Mello, membros da comissão que estuda o projeto.

     

    Fonte: Danilo Ucha – Painel Econômico – Jornal do Comércio




    Comentários