Estivadores bloqueiam acesso ao Tecon Rio Grande

    O acesso de veículos ao Tecon Rio Grande (Terminal de Contêineres) foi interrompido nesta quarta-feira, 16, a partir das 8 horas da manhã por estivadores. O motivo alegado pela categoria é que o terminal contratou mão de obra própria, não requisitando, na terça-feira (15), duas das quatro escalas diárias. Segundo informações dos manifestantes, eles foram chamados apenas para os horários das 7h05min e das 12h50min. Para as escalas das 18h35min e das 20h20min não houve chamado. Uma assembleia foi realizada à tarde e logo após, às 16h, a categoria voltou à frente do Tecon, esperando uma posição da direção.

    Nesta quarta (16), um navio atracou e os estivadores não foram chamados para nenhuma das quatro escalas. Em represália, os manifestantes impediram a entrada e saída de caminhões do terminal, até às 12h10min, aproximadamente. “Os trabalhadores que o Tecon utilizou não são cadastrados junto ao Ogmo. Eles alegam a falta de contingente. Na verdade, contrataram mão de obra própria e estão trabalhando ilegalmente. Nosso trabalho é protegido por lei”, disse o estivador Alexandre Dias ao Jornal Agora, de Rio Grande.

    A direção do Tecon enviou nota oficial a imprensa, destacando que “o Tecon Rio Grande prima pela garantia de um trabalho de qualidade, com treinamentos específicos seguindo a valorização profissional de seus colaboradores em todas as áreas de atuação, cumprindo todas as normas e legislações vigentes no que diz respeito ao trabalho de todos os envolvidos nas operações do terminal. Os acordos coletivos de trabalho, elaborados em parceria com os Sindicatos de Trabalhadores, são seguidos rigorosamente pelo Tecon Rio Grande. O terminal está em fase de contratação de trabalhadores portuários a prazo indeterminado para melhor reconhecimento de competências e qualificação de seu time de colaboradores, no contínuo atendimento de excelência a seus clientes.”




    Comentários