Tecon Rio Grande implanta sistema de leitura não invasiva de cargas

    O Tecon Rio Grande implantou um sistema de inspeção não invasiva de cargas, que está em operação desde semana passada. De acordo com a Portaria 26, de 23 de junho de 2014, da Alfândega da Receita Federal do Brasil no Porto do Rio Grande, obrigatoriamente todas as unidades de carga que seguirem via exportação, as importações (incluindo DTA’s), além das especiais, perigosas, e todas solicitadas pela Receita Federal, deverão passar pelo escaneamento digital. As informações são do portal Guia Marítimo.

    De acordo com a reportagem, o investimento foi de aproximadamente R$ 4 milhões. Através do novo sistema, será permitida a identificação das cargas sem a necessidade da abertura dos contêineres. Desta forma, riscos como incidentes e avarias de cargas são reduzidos de forma significativa. O scanner realiza uma leitura óptica da carga, que resulta em imagens que são enviadas, em tempo real, para o COV (Centro Operacional de Vigilância), da Receita Federal, permitindo aos técnicos e fiscais saber, antecipadamente, quais produtos estão contidos nos contêineres.

    O sistema funciona de forma ininterrupta, 24h por dia, todos os dias da semana, permitindo-se obter mais segurança e agilidade na entrada e saída de cargas do terminal.




    Comentários