Aplicativo Urbotip participa de feira transmídia da América Latina

Cratera no asfalto, rua sem iluminação, zonas sem policiamento. É difícil lidar com problemas na cidade em que se vive e, às vezes, é complicado encontrar o canal certo para reclamar — e mais difícil ainda é ser atendido. Inevitavelmente o desespero fica tão grande que o vivente olha para os céus e se pergunta por que diabos ainda não inventaram um aplicativo que denuncie todos esses problemas para as autoridades competentes.

Acontece que sim, ele já foi inventado e se chama Urbotip. Está disponível gratuitamente nas plataformas do iOS e Android, tem uma plataforma na web e permite que você localize num mapa seu problema, fotografe e descreva. Daí, qualquer pessoa ou instituição que deseje ajudar com uma solução pode se manifestar. A iniciativa, que começou em Pelotas, já teve a adesão da prefeitura — e agora parte para voos mais altos. Bento Gonçalves e Ivoti também trabalham com o aplicativo e Esteio, Caxias, Gramado e Canela encontram-se em processo de adesão.

Junto com outras nove startups, o Urbotip conquistou um espaço na SET Expo, a maior feira de soluções, serviços e equipamentos para mídia e broadcasting da América Latina, que começou no último domingo, em São Paulo. O empreendimento dos pelotenses Paulo Faulstich e Otávio Ávila participa de um concurso na área de Inovação, promovido pela Escola de Negócios do SEBRAE/SP.

Depois de concorrer com outras 27 propostas por um estande na feira, o aplicativo conquistou um lugar entre os 10 finalistas e recebeu uma mentoria do SEBRAE. Ao final da feira, a melhor startup será premiada com US$ em utilização de um programa da Microsoft.

Com informações do jornal Zero Hora.




Comentários