Zero Hora: Metade Sul, Metade “cada vez mais soja”

    Os prognósticos feitos para a safra gaúcha de arroz consolidam a dobradinha do cereal com a soja. A rotação entre as duas culturas avança. No ciclo 2014/2015, a soja deverá ocupar 320,64 mil hectares antes dedicadas a lavouras de arroz, alta de 382% em relação à área registrada no ciclo 2010/2011.

    A maior parte na região da Campanha, que terá 97,5 mil hectares dedicados à oleaginosa, como mostram dados apresentados pelo Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga).

    – O avanço da soja mudou para melhor as armas do produtor de arroz na hora de inserir a produção no mercado. Diria que estamos passando por uma pequena revolução econômica na Metade Sul – entende Claudio Fioreze, secretário da Agricultura.

    Em cinco anos, a soja avançou em cerca de 1 milhão de hectares na Metade Sul. Um terço disso foi sobre área de várzea. O arroz no Estado, maior produtor nacional do cereal, deve chegar a 1,12 milhão de hectares em 2014/2015.

    O clima vai exigir atenção na próxima safra. Sob efeito do El Niño Modoki – para os japoneses “semelhante, mas diferente” –, a primavera e o verão deverão ter comportamentos distintos, como explica o meteorologista Glauco Freitas, do Irga. Em outubro e novembro, poderá haver grande volume de chuva. No verão, há projeção de diminuição de precipitação. Há risco de onda de calor e estiagem em janeiro.

    Fonte: Gisele Loeblein – Coluna Campo Aberto – Jornal Zero Hora




    Comentários