PREFEITO DE PELOTAS VISITA PORTO DE RIO GRANDE E OPERADORA SAGRES

    sagres 7

    O Prefeito de Pelotas, Eduardo Leite visitou nesta sexta-feira, 29 de maio, a estrutura do Porto Novo do Porto do Rio Grande. Acompanharam o prefeito diversos secretários e a visita teve por objetivo detalhar o projeto da CMPC – Celulose Riograndense. O diretor de infraestrutura, Paulo Somensi e o diretor administrativo-financeiro, Adinelson Troca recepcionaram os políticos. Acompanhados pelo diretor-presidente da Sagres, Marcos Fonseca, Eduardo Leite e o restante da comitiva visitaram os armazéns reformados para operar a Celulose. A operação da Celulose Rio Grandense irá movimentar a estrutura portuária da capital gaúcha, Pelotas e Rio Grande através de barcaças. A expectativa é de que 1,5 milhões de toneladas sejam movimentadas. A Sagres é a operadora portuária que está trabalhando diretamente com a CMPC, proprietária da Celulose Rio Grandense. A Sagres Agenciamentos Marítimos foi fundada em outubro de 2002. A empresa está presente nos portos de Rio Grande, Pelotas, Guaíba, Porto Alegre e Imbituba, com escritórios próprios em cada um desses portos.

    SAGRES

    A comitiva também foi conhecer os projetos e as instalações da empresa Sagres Agenciamento Marítimo, localizada no Porto de Rio Grande. “Foi muito importante esta visita para se ter o panorama real que a implantação, do novo serviço de transporte de cargas de toras de madeira via modal marítimo, oferecido pela Sagres a partir de fevereiro de 2016 poderá acarretar ao nosso município”, avaliou o prefeito de Pelotas. O diretor geral da Sagres, Marcos Fonseca, contabiliza que o novo formato de transporte, administrado pela empresa em Pelotas, irá gerar novos empregos, atrair novos investimentos para o porto pelotense e colaborar com o meio ambiente – já que deixa de ser via rodoviário.

    O prefeito ainda lembrou que a empresa, que já é bem estabelecida no município e movimenta 100 caminhões/dia, deverá despertar – com este novo serviço – a atenção de novos investidores para a região, além da valorização do porto de Pelotas. “A prefeitura já é parceira deste investimento e neste momento avalia, junto ao Dnit, os novos acessos que deverão facilitar o transporte, sem alterar a região histórica do Porto.”  Fizeram parte da comitiva o secretário de Transporte e Trânsito, Luiz van der Laan, de Qualidade Ambiental, Fabrício Tavares, de Serviços Urbanos e Infraestrutura, Paulo Morales, de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, Gilberto Cunha, e o assessor especial para Assuntos Institucionais, Abel Dourado. O grupo também visitou o projeto CCMar, da Universidade Federal do Rio Grande, financiado pelo BNDES, onde conheceu as instalações da escola que atende estudantes entre 14 e 17 anos.




    Comentários