SDECT ARTICULA APROXIMAÇÃO DA BOLOGNESI ENTRE FORNECEDORES

    SONY DSC

    A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), através do programa Desenvolve RS, promoveu esta semana a primeira reunião com a Bolognesi para aproximar as empresas gaúchas da empresa que construirá a Usina Termelétrica de Rio Grande. Também participaram representantes da Duro Felguera, contratada para execução da obra.

    “Temos todo o interesse em incluir indústrias locais no projeto, que é fundamental para o Estado: aumenta a capacidade de energia e, em uma segunda etapa, resolverá o problema de gás com a construção do gasoduto.”, afirma o titular da SDECT, Fábio Branco. Em uma próxima etapa, será feito o mapeamento e cruzamento das demandas com a oferta local. Na sequência, será realizado um seminário de apresentação e iniciarão rodadas de negócios.

    O projeto de R$ 3,3 bilhões contempla a construção de uma Usina Termoelétrica de Energia movida a gás, com capacidade contratada de 1.238 MW, e compromisso de entrega de energia em janeiro de 2019. Também será instalado um terminal de estocagem e regaseificação de GNL e o Gasoduto Rio Grande-Triunfo, com extensão de 131km.

    GRUPO BOLOGNESI
    Com sede em Porto Alegre, o Grupo Bolognesi iniciou em 1975 na construção civil. Atua no setor imobiliário e de infraestrutura, e em energia desde 1999. São 15 empreendimentos próprios em operação, totalizando 1.250 MW instalados, sendo sete pequenas centrais hidrelétricas, uma usina de biomassa de cana de açúcar, dois parques eólicos e cinco usinas termelétricas (uma a gás e quatro a óleo). As usinas estão localizadas nos estados do Rio Grande do Sul, Alagoas, Rio Grande do Norte, Amazonas, Goiás, Pernambuco, Ceará e Paraíba.




    Comentários