ABRINDO NOVOS MERCADOS: COSULATI INTEGRA MISSÃO BRASILEIRA NA RÚSSIA

    raul amaral

    A Cooperativa Sul-Rio-Grandense de Laticínios segue firme em seu processo de internacionalização. O Diretor-Executivo Raul Amaral (FOTO) embarcou nesta segunda-feira para Moscou integrando a comitiva da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu  que estará em visita oficial àquele país. Raul Amaral também representará o G100, uma organização composta por 100 laticínios presentes em 20 estados da Federação, da qual é Vice-Presidente.

    A expectativa da comitiva, conforme adianta o Diretor-Executivo, é de buscar que indústrias brasileiras entre elas a Cosulati, sejam habilitadas à exportação também para este país. “O caminho para chegar a Rússia está sendo trilhado com muito esforço pelos integrantes do grupo”, explica. Segundo ele, o trabalho de imersão em mercados potenciais ocorre alicerçado pelo Projeto de Melhoria da Competitividade do Setor Lácteo Brasileiro, desenvolvido pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – MAPA.  O projeto visa  alinhar as políticas públicas do Ministério da Agricultura para o setor, a fim de qualificar ainda mais a produção nacional e por consequência, melhorar a competitividade do Leite Brasileiro  em relação ao mercado internacional.

    Durante os três dias de agenda da comitiva brasileira em Moscou, Raul destaca pontos relevantes da programação para a Cosulati: como o encontro de trabalho com o chefe do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia; o Encontro Empresarial da Cadeia de Proteínas com a  presença da Associação dos Importadores da Rússia; as visitas às grandes redes de supermercados e a coletiva de imprensa, onde os integrantes da missão poderão apresentar seus produtos e dar maior visibilidade à indústria nacional.

    COMPETÊNCIA – A Unidade de Beneficiamento de Leite da Cosulati, em Capão do Leão, obteve em maio deste ano, a habilitação para exportar produtos lácteos, como os leites UHT, o leite em pó e as farinhas lácteas. A habilitação é resultado de pelo menos cinco anos de rigoroso processo de auditorias, com verificações de programas e normas que envolveram tanto os processos industriais como os produtores da Cooperativa. Atualmente, a Cosulati abrange cerca de 3,6 mil produtores de 46 cidades do Rio Grande do Sul.

    A Importância do Acesso aos Mercados Internacionais para o produtor da Cosulati e da Região é a certificação de que o leite aqui produzido possui  padrão de  qualidade internacional. Para a Cooperativa é a abertura de um novo canal de comercialização que proporcionará uma melhor estabilização de seus negócios.




    Comentários