INTEGRAÇÃO DOS REPLICANTES P-67 e P-70 SERÁ FEITA NA CHINA

    p-67

    Do www.sinaval.org.br

    A integração dos FPSOs P-67 e P-70, da Petrobras, será feita na China. As obras estavam originalmente previstas para serem executadas no Porto do Açu (RJ) pelo consórcio Integra (OSX/Mendes Júnior), mas o contrato foi assumido pela China Offshore Oil Engineering Corporation (COOEC).

    Com isso, os cascos das plataformas, encomendados ao Estaleiro Rio Grande (RS), terão de ser deslocados para a Ásia para integração do topside. O casco da P-67 deixou o dique seco em abril deste ano e se encontra no cais do estaleiro, aguardando autorização para iniciar a viagem. Já o casco da P-70 está no dique seco do Estaleiro Rio Grande.

    A construção dos módulos das plataformas já havia sido iniciada no Porto do Açu, mas o ritmo do empreendimento preocupava a Petrobras, que temia pela situação da OSX, em processo de recuperação judicial. Além disso, as dificuldades enfrentadas pela Mendes Júnior, uma das empresas envolvidas na Operação Lava Jato, também chamavam à atenção da petroleira.

    O início de operação da P-67 e da P-70 estava originalmente marcado para 2017. No novo plano de negócios da companhia, para o período 2015-2019, não há o detalhamento de qual plataforma será instalada nos projetos previstos.

    Procurada, a Petrobras disse que não comentaria o assunto.

    Fonte: Brasil Energia – João Montenegro



    Comentários