MEC REÚNE UNIVERSIDADES PARA PACTUAR DÍVIDA COM FIES – UCPEL PARTICIPOU DO ENCONTRO

    mec

    O presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Idilvan Alencar, confirmou para a próxima terça-feira (7) uma reunião com representantes de universidades para pactuar as pendências financeiras envolvendo o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Apesar da promessa de quitar os débitos referentes às matrículas do primeiro semestre de 2015, os reitores das instituições de ensino insistem que o problema continua. O dirigente se reuniu nesta quarta-feira (1º) com os representantes das universidades. Participaram da reunião a reitora da Universidade Regional da Campanha (URCAMP), Lia Quintana, o pró-reitor Administrativo da Universidade Católica de Pelotas (UCPEL), Eduardo dos Santos, o advogado da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (ABRUC), Diogo Patriota e o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS).

    O deputado relatou ao presidente do FNDE os problemas enfrentados pelas universidades, que têm recorrido a empréstimos bancários para poderem seguir funcionando. “Há uma discrepância muito grande em relação aos pagamentos. Há instituições que receberam 6%, outras 10% do montante devido. Isso acaba inviabilizando o funcionamento delas e traz muita preocupação em relação às novas matrículas do segundo semestre”, ponderou o parlamentar.

    Já a reitora da Urcamp, Lia Quintana, ressaltou que o endividamento das universidades traz um efeito colateral para as instituições que aderiram ao Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies). “Há uma cláusula no programa que não podemos acumular dívidas para acessarmos o benefício do refinanciamento das nossas dívidas com a União”, explicou Lia. O programa converteu 90% dos débitos das universidades com o governo federal em bolsas de estudo. A reitora da Urcamp ressaltou ainda que os recursos provenientes do Fies representam 40% de toda a receita da instituição.




    Comentários