RODADA DE NEGÓCIOS NA FEIRA DO POLO NAVAL SUPERA EXPECTATIVAS

    RODADA

    Ao final do evento, que ocorreu terça-feira, 10 de novembro, foi assinado acordo de cooperação entre Marinha do Brasil e SEBRAE/RS para estimular compras de micro e pequenas empresas

    Rio Grande – A 8ª Rodada de Negócios, da Feira Polo Naval, aponta boas perspectivas para o setor em 2016. O evento, promovido pelo SEBRAE/RS na terça-feira, 10 de novembro, no Partage Shopping Rio Grande, superou as expectativas e mobilizou grandes compradores e microempresas e empreendimentos de pequeno porte.

    A gerente da Regional Sul do SEBRAE/RS, Rosâni Boeira da Silva, destaca que os encontros trouxeram excelentes negociações para a região. “Em um momento de incertezas no Brasil, as rodadas superaram as expectativas”, avalia. O evento reuniu 21 compradoras e ampliou a área de atuação. “Além das empresas do Polo Naval, convidamos corporações do segmento de fertilizantes, logística e energia, além de órgãos públicos”, informa. Participaram 132 micro e pequenas empresas vendedoras. Ao todo, o encontro foi marcado por 819 reuniões. “E a expectativa de negócios para os próximos 12 meses é de R$ 4,9 milhões, a partir desse evento”, revela a gerente.

    Entre os compradores estavam o Centro de Intendência da Marinha de Rio Grande; a Foton, de Guaíba; a Fundação Universidade de Rio Grande (FURG); a Refinaria de Petróleo Riograndense; o Tecon Rio Grande; a Yara Fertilizantes, de Rio Grande, e a CPMC – Celulose Riograndense Ltda.

    Após as rodadas, foi assinado o acordo de cooperação entre o Centro de Intendência da Marinha em Rio Grande (CeIMRG) e o SEBRAE/RS. O evento foi prestigiado por autoridades nacionais e do Estado, como o Comandante do 5º Distrito Naval  da Marinha do Brasil, Vice-Almirante Leonardo Puntel, o secretário de Transportes do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen, o Prefeito do Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer e o Superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco.

    Com o acordo, as partes terão o compromisso de adotar ações que visem à promoção de um ambiente favorável aos pequenos negócios. “A medida vai ampliar o mercado para as micro e pequenas empresas como fornecedoras da Marinha”, avalia a gerente do SEBRAE/RS.




    Comentários