NAVEGAÇÃO GUARITA E BRASKEM SELAM ACORDO PARA TRANSPORTE DE PRODUTOS PETROQUÍMICOS ATÉ RIO GRANDE

    braskem

    Do Jornal do Comercio – Jefferson Klein

    As mais recentes embarcações da Navegação Guarita, o empurrador Mauricio Sffair e a barcaça Tanque Eco Energia II, que tiveram os seus batismos celebrados em dezembro, começaram neste mês o transporte de cargas. No dia 6 de janeiro, foi realizada a primeira viagem e outros três deslocamentos já foram feitos depois disso.
    O diretor executivo da companhia, Werner Barreiro, detalha que o cliente que encomendou os serviços foi a Braskem, para movimentar produtos petroquímicos entre o terminal Santa Clara, localizado em Triunfo, até o porto de Rio Grande. O acordo envolvendo os dois grupos prevê exclusividade para a demanda da empresa da cadeia do plástico.
    O novo conjunto composto pelo empurrador Mauricio Sffair e a barcaça Tanque Eco Energia II soma 120 metros de comprimento, possui 10 tanques de carga e capacidade para 5,1 mil metros cúbicos por viagem, o equivalente à carga de 170 caminhões.
    Além de insumos petroquímicos, a embarcação está apta a movimentar outros derivados de petróleo e etanol. O investimento na iniciativa foi de R$ 37 milhões, que, assim como capital próprio da Navegação Guarita, contou com verbas procedentes da Linha PSI Finame, repassadas pelo Badesul.
    O sistema envolvendo empurradores e barcaças visa a otimizar os recursos, diminuindo custos. A solução funciona semelhante à combinação cavalo mecânico/carreta no modal rodoviário. Nesse modelo, a Navegação Guarita pode aproveitar os empurradores já existentes e utilizar novas barcaças para fazer o deslocamento de cargas.
    Outro projeto que está sendo desenvolvido pela Navegação Guarita é a conversão de um navio-tanque para trabalhar com granéis sólidos ou contêineres. A obra, conduzida pela Intecnial, no estaleiro que essa companhia arrenda em Taquari, deve ser concluída em fevereiro. A nova embarcação terá capacidade para movimentar até 75 contêineres, de 40 pés. Um dos motivos desse empreendimento é a perspectiva da retomada da atividade com contêineres no terminal Santa Clara.



    Comentários