PELOTAS TECNOLÓGICA: SEBRAE/RS e PREFEITURA LANÇAM PROJETO DIGITAL SUL

     

    tecnologia2015

    Pelotas – Um polo digital está nascendo na cidade. Pelotas vive uma fase de novidades em prol da tecnologia. Este ano, o município vai receber o Projeto Digital Sul, uma iniciativa do SEBRAE/RS em parceria com a Prefeitura Municipal, para promover o desenvolvimento do segmento na região. Em março, também deve ser inaugurado o Parque Tecnológico de Pelotas. As duas ações serão aliadas para a conquista de um novo patamar de inovação. As empresas interessadas em participar do projeto devem entrar em contato pelo telefone (55) 3225-0541.

    A gestora do projeto Digital Sul pelo SEBRAE/RS, Luciana Mello Fonseca, conta que o objetivo é desenvolver as empresas digitais da região, aumentando sua competitividade, capacitando os empresários na gestão do seu negócio e no seu desenvolvimento comercial. “Podem participar Microempreendedores Individuais e micro e pequenas empresas do município”, informa.

    Serão 20 vagas para empreendimentos de TI e as atividades terão duração de dois anos, com início na segunda quinzena de março. “São cursos, consultorias, visitas técnicas e missões para qualificar os empreendimentos”, explica a gestora. “Além do trabalho de desenvolvimento da gestão das empresas participantes no projeto, outro pilar importante será o desenvolvimento comercial das empresas através do Programa de Produtividade em Vendas”, complementa.

    Um palco para a inovação

    O principal parceiro na realização desse projeto é a Prefeitura Municipal de Pelotas. Um dos grandes diferenciais para alavancar a iniciativa e as empresas será o Parque Tecnológico da cidade, com inauguração prevista para o mês de março. “Identificamos que existem 160 empresas de tecnologia. A intenção é criar um bairro empreendedor com foco no segmento”, antecipa Cristian Kuster, diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

    Em uma área construída de mais de 5 mil metros quadrados com investimento do Ministério da Ciência e Tecnologia, o Parque Tecnológico vai servir como plataforma de desenvolvimento para empreendimentos de áreas digitais, da indústria criativa e da saúde. Além do espaço físico, também estão sendo firmados convênios com instituições de ensino da cidade e até com polos internacionais. “Estamos desenvolvendo uma parceria com o Parque Tecnológico de Portugal e também com o cluster de saúde da Alemanha”, revela Kuster.




    Comentários