AGAS REÚNE VAREJO E INDÚSTRIA EM PELOTAS

    dtreichel

    Davi Treichel mostrou preocupação com o fechamento de empresas

    Uma robusta programação marcou a passagem da Agas por Pelotas, cinco anos após o último evento da entidade no município. Na última terça-feira (8), a Associação reuniu centenas de pessoas em dois eventos na cidade: à tarde, o debate doAgas em Foco – Gargalos e Oportunidades para a Região Sul; e à noite, o Jantando com a Agas, tradicional encontro de confraternização e relacionamento.

    Anfitrião do jantar, o representante da Agas no município, Davi Treichel, mostrou sua preocupação com o atual cenário político-econômico do País. “Só em Pelotas, mais de 20 empresas fecharam suas portas nos últimos 30 dias. Precisamos dar a volta por cima. É hora de enxugar as operações e estreitar relacionamentos com os nossos fornecedores. Este pode ser o caminho”, disse.

    Patrocinadores da noite, a Superpan, a Orquídea e a Gota Limpa tiveram um espaço para darem seu recado aos supermercadistas participantes. Representantes da Vinícola Aurora e da Fruki, apoiadoras do jantar, também falaram aos presentes. “A Agas vem fazendo seminários pontuais sobre temas que entravam o desenvolvimento do setor. Em janeiro foi sobre as novas regras fiscais, semana passada sobre a energia elétrica, que infelizmente é tratada como um mero instrumento arrecadatório pelo Governo, mesmo sendo a commoditie mais importante para o desenvolvimento do País.

    Hoje os custos com energia elétrica chegam a 3% do faturamento de um supermercado, e 42% do que uma empresa supermercadista paga de energia é de ICMS”, lembrou Patrique Nicolini Manfroi, diretor da Associação, que representou o presidente Antônio Longo em seu discurso.




    Comentários