CONFERÊNCIA MUNICIPAL DA CIDADE ELABORA PROPOSTAS

    Valéria Cunha (4)

    Ideias serão encaminhadas e discutidas na fase estadual do evento

           Pelotas promoveu neste sábado (2/7/16) a  Conferência Municipal da Cidade, evento que tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida de brasileiros que vivem nas cidades onde nem sempre o crescimento foi adequadamente planejado, além de tentar garantir a sustentabilidade no futuro. O encontro reuniu representantes de setores da sociedade durante todo o dia no auditório do Campus I da Universidade Católica de Pelotas (UCPel).

           O prefeito Eduardo Leite integrou a mesa de abertura da Conferência e destacou a importância da participação dos pelotenses na indicação de propostas, que serão encaminhadas à discussão na Conferência Estadual. “A cidade tem que ser da maneira que sua população deseja e não apenas como o governo municipal definir. Por isso os pelotenses devem participar de iniciativas como esta, unindo opiniões para transformar a cidade em um lugar melhor para viver.”

            Durante o ato foi assinado o convênio entre a prefeitura, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (SHRF), e a UCPel, através do curso de Arquitetura e Urbanismo, para a elaboração do projeto de extensão “Habita Social”, cujo objetivo é criar um Loteamento Sustentável remanescente do Loteamento Dunas. Alunos do projeto “Ciranda”, da Associação Amar: Criança e Família, apresentaram canções ao som de violino e flauta.

          Os participantes foram distribuídos em grupos de discussões para debater temas como a vida nas cidades e a busca pela dignidade de maneira individual e coletiva. As discussões partiram de três funções: urbanística, composta por trabalho, habitação, mobilidade e lazer; cidadania, composta por educação, proteção social, segurança e saúde; e gestão, composta por serviços como água, iluminação pública, energia, pavimentação, limpeza, transporte público, planejamento territorial e preservação patrimonial, natural e cultural.

           O evento contou com a presença do representante do reitor da UCPel, José Carlos Bacchetini Júnior, o professor de Direito, Reinaldo Tillmann; o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Chagler Zandavalli; o secretário da SHRF, Ivan Vaz; equipe da SHRF, organizadora do evento; professora da UCPel, Joseane Almeida; presidente da Comissão preparatória da etapa local da 6ª Conferência, Cassius Baumgarten; representantes de setores da sociedade e secretários municipais.

                   Sobre a 6ª Conferência Municipal

           O tema “a função social da cidade e da propriedade” foi escolhido como eixo condutor deste ciclo de Conferências municipais, que ocorrem em nível nacional, por ser o ponto central para o desenvolvimento urbano orientado para a inclusão e a justiça social. O desafio da discussão é considerar o interesse social e o interesse individual no espaço urbano em benefício de toda a população.        

           O Município de Pelotas realizou 16 eventos preparatórios para este momento. Baumgarten informa que foram 427 participantes em mais de 36 horas de debate em todas as regiões administrativas de Pelotas, incluindo a zona rural.




    Comentários