CELULOSE É O GRANDE DESTAQUE DO COMPLEXO PORTUÁRIO

    Celulose é o grande destaque do complexo portuário.

    Celulose é o grande destaque do complexo portuário.

    No geral, mais de 1,7 milhões de toneladas do produto já realizam movimentos de embarque e desembarque. Foram 30 países a receber o produto entre janeiro e agosto de 2016.

    O produto celulose tem sido grande destaque na movimentação do complexo portuário de Rio Grande. No geral, mais de 1,7 milhões de toneladas do produto já realizam movimentos de embarque e desembarque. Foram 30 países a receber o produto entre janeiro e agosto de 2016. Na última quinta-feira, 06, o navio Japin Arrow estava realizando o embarque do produto no cais do Porto Novo.

    Impulsionado pelos investimentos e o aumento de produção da CMPC-Celulose Riograndense, empresa sediada em Guaíba, a celulose impulsionou os dados do segmento de Carga Geral do complexo com crescimento de 34,4% em comparação ao mesmo período de 2015.  Apenas os embarques longo curso somam mais de 890 mil toneladas que seguem com destino a 30 diferentes países. Os cinco principais são: China (364.759 t); Estados Unidos (127.929 t); Itália (115.416 t); Coréia do Sul (75.098 t) e; Cingapura (27.428 t).

    “A celulose é um produto de extrema importância para o complexo, mas, sobretudo, no Porto Novo. O aumento da movimentação desse produto gera emprego, renda, tarifas portuárias e mostra, principalmente, o potencial hidroviário do Rio Grande do Sul visto que a carga desembarca por navegação interior e embarca para o longo curso”, afirma o diretor-superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco. Apenas a navegação interior foi responsável por movimentar mais de 880 mil toneladas do produto. Por  fim, também na quinta, a barcaça João Mallmann estava descarregando o produto, mostrando a intensa rotatividade da celulose no cais público.




    Comentários