PREFEITA DE PELOTAS ENTREGA PEDIDO DE RETOMADA DAS OBRAS DA BR-116 PARA MARCELA TEMER

    Prefeita participou de reunião do programa Criança Feliz no Palácio da Alvorada – Foto: Mauro Vieira

    A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, participou da reunião de mobilização do programa Criança Feliz no Palácio da Alvorada, em Brasília, na última quinta-feira (9). O encontro reuniu primeiras-damas e representantes femininas de municípios e Estados com a primeira-dama da República e embaixadora da iniciativa, Marcela Temer, e o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. Paula aproveitou a ocasião para fazer a entrega da Moção de Apoio à conclusão das obras da BR-116, assinada pelos prefeitos que fazem parte da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul).

    O programa Criança Feliz busca promover o desenvolvimento infantil nos três primeiros anos de vida a famílias beneficiárias do Bolsa Família. A participação de municípios e Estados ocorre por meio de adesão. A meta do governo federal é acompanhar quatro milhões de crianças até 2018.

    A prefeitura de Pelotas já realiza programas locais de atenção a gestantes e crianças: os programas Primeira Infância Melhor (PIM) e Mãe Pelotense. “Essas ações trazem excelentes resultados e ainda deram origem à criação da Escola de Mães e Avós, com encontros sobre o planejamento familiar. A gestão tem prioridade no assunto”, afirmou Paula. Visitadores do PIM atendem 1.480 famílias do Bolsa Família no Município desde 2007. Já o Mãe Pelotense, criado pela gestão anterior, conseguiu reduzir no primeiro ano de existência a taxa de mortalidade infantil em dez por mil, o menor índice da história da cidade.

    Moção de Apoio à duplicação

    De acordo com a prefeita, a primeira-dama se comprometeu a entregar o pedido diretamente ao presidente Michel Temer. A carta solicita a necessidade da retomada da duplicação da BR-116, expõe os riscos da inconclusão das obras e cita a liberação de recursos para a construção da segunda ponte do Guaíba. “De que valerá a duplicação da ponte se, poucos quilômetros adiante, os usuários da estrada se depararem com o gargalo da BR-116 não duplicada e às vezes até em meia pista?”, escreve Paula. Além disso, a Moção ressalta a importância para o desenvolvimento regional da duplicação da rodovia, que dá acesso ao Porto de Rio Grande e faz conexão com o Mercosul. 




    Comentários