AGRONEGÓCIO: ARROZ É FONTE DE ENERGIA PARA AS INDÚSTRIAS DO SETOR

    Desde sempre o arroz foi o principal alimento de várias culturas antigas, afinal, suas referências são encontradas na literatura chinesa, há cerca de 5.000 anos. Não diferente, hoje em dia é o alimento mais consumido no país. A região Sul, principalmente o Rio Grande do Sul, destaca-se pela produção de arroz, onde além de principal produtor, o estado também é o maior processador do produto no país. Hoje, 60% da produção nacional vem de lá.

    Com tanto benefícios já conhecidos, o arroz vem sendo usado para gerar um novo tipo de energia: a elétrica. Em busca por energias verdes, indústrias sustentáveis e amigas do meio ambiente, a casca de arroz vem ganhando um novo uso. Antes estocada nos pátios e sem nenhuma serventia, a biomassa vem sendo queimada nas caldeiras e gerando energia para movimentar as indústrias da região.

    Para a TGM isso não é novidade. Com um know-how em turbinas (com mais de 1100 instaladas, onde 250 delas operam entre 0,5 até 10 MW), redutores e serviços para geração de energia elétrica a partir de biomassa, há 20 anos a empresa fornece soluções para o setor orizícola. Para o gerente comercial da TGM Marcelo Severi, as indústrias estão conhecendo mais as vantagens dos produtos. “Apesar de trabalharmos com isso a mais de 25 anos, nem sempre as indústrias aplicam esta tecnologia em sua produção, o que pode ser uma nova fonte de renda”, conta ele.

    “Antes, o que era um resíduo e gerava um passivo ambiental, hoje traz energia para a própria indústria, o que diminui seus custos e também serve como uma fonte de renda extra ao exportar o excedente para a concessionária de energia. As vantagens são inúmeras, tornando o produto final mais competitivo e equiparando as indústrias a nível internacional no quesito eficiência energética”, afirma Severi.

    Acreditando na potencialidade do país e, principalmente do setor, a TGM tem investindo no mercado. Uma prova disso é a participação na Expoarroz 2017: uma importante feira do segmento. “Investir em melhorar os processos indústrias, é investir no Brasil e na melhora da qualidade de vida para todos. Mais empregos, qualidade internacional e uma melhor competitividade dos nossos clientes são características que acreditamos ao fabricar cada produto”, fala o gerente.

    A Expoarroz 2017 acontece de 9 a 11 de maio, em Pelotas- RS. A TGM estará no estande 36.

    Serviço:

    Expoarroz 2017

    Estande 36

    Local: Centro de Eventos de Pelotas – Av. Pinheiro Machado, 3390/BR , 116 – Dist. Industrial | Pelotas – RS.

    Horário: 14h ás 21h

    Sobre a TGM

    Sediada em Sertãozinho- SP, a TGM completou 25 anos em 2016. Com um moderno parque fabril de 72.000 m², a empresa é composta pelas Unidades de Turbinas, Transmissões, Serviços e Automação. Além da sede, a Indústria possui três filiais: Maceió/ AL, São José dos Campos/ SP e em Nürnberg, na Alemanha. Está presente em mais de 40 países com mais de 550 clientes atendidos anualmente.

    Com infraestrutura e tecnologia avançadas, equiparadas às maiores fábricas do mundo, a TGM é considerada a maior empresa da América Latina no segmento de turbinas a vapor, redutores e serviços. Em equipamentos novos são mais de 1100 turbinas a vapor totalizando 11 GW de potência instalada, 1375 redutores planetários novos, 550 redutores de eixos paralelos novos. Em serviços de revisão, recuperação, modernização e outros são mais de 2800 turbinas a vapor, 2000 redutores planetários, 1000 redutores eixos paralelos e 550 turbinas a vapor repotenciadas.




    Comentários