CIPEL COMEMORA 70 ANOS NA QUARTA

    Evento valoriza talentos locais e reconhece trabalho de ex-presidentes

    O Centro das Indústrias de Pelotas (Cipel), uma das mais representativas entidades empresariais da região, comemora neste mês de junho 70 anos de atuação.  A data histórica vem merecendo ações desde o ano passado e será celebrada nesta quarta-feira, 28, a partir das 19h, com evento festivo reunindo lideranças políticas e empresariais no Salão de Eventos do Parque do Sesi, em Pelotas.

    Formado por indústrias, empresas prestadoras de serviços e profissionais liberais, o Cipel congrega hoje cerca de 80 associados. Instalado em sede própria, localizada dentro do Parque do Sesi, na chamada Casa da Indústria, a entidade se destaca como um centro empresarial, congregando entidades e organizações afins com as atividades empreendedoras, além dos nove sindicatos patronais que integram a indústria local.

    Dentre as metas da atual gestão, presidida por Amadeu Fernandes, está o entrosamento com as questões pertinentes à retomada do desenvolvimento regional. Desde que sua diretoria assumiu, em junho de 2016, a entidade lidera o movimento pela continuidade das obras de duplicação da BR 116 (trecho Guaíba/Pelotas) através da efetiva participação em audiências e reuniões sobre a pauta. Também se destaca entre as conquistas atuais do Cipel, a participação de representantes locais na chapa eleita para presidir da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs): além do cargo de vice-presidente, que sera ocupado por José Alfre do Knorr, a região ganhou força e passará a deter 11% dos espaços da diretoria da Federação.

    Outra marca do Cipel é a atuante participação de suas diretorias, através do trabalho voluntário junto aos poderes constituídos, visando o desenvolvimento econômico e social do município. “Uma entidade de classe só é forte, atuante e representativa quando conta com o apoio e a participação de empresários que zelam pelo seu conceito na comunidade e no meio empresarial”, enfatiza Amadeu.

    O presidente adianta que o sucesso do Cipel deve-se ao empenho com que sucessivas gerações de 21 presidentes dedicaram-se ao desenvolvimento do município ao longo destes 70 anos. “O associativismo é o traço cultural característico das sociedades mais desenvolvidas. É o recurso pelo qual as entidades conquistam respaldo para encaminharem e defenderem diversas bandeiras e reivindicações que garantirão as condições mais adequadas para atuação mercadológicas e competitivas de seus associados”, prega o líder empresarial.

    DESENVOLVIMENTO

    Amadeu Fernandes reforça os valores seguidos pela entidade. “Temos como princípios básicos de trabalho a cooperação,  representatividade, desenvolvimento, cidadania, empreendedorismo e o aperfeiçoamento contínuo da entidade como um todo. A renovação e inovação são fundamentais para o reinventar de nossa atuação no sentido de continuar contribuindo de forma decisiva para o desenvolvimento local e regional ”, reforça.

    “Agradecemos e exaltamos o esforço dos fundadores e sucessivas gerações de líderes que vem atuando em prol do desenvolvimento econômico e social de Pelotas e da Zona Sul.  Neste sentido, reconhecemos como fundamental o apoio e o voto de confiança que recebemos de todos os associados”, enaltece.

    PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

    Entendendo que o entrosamento com a comunidade é a principal bandeira do Cipel, a atual diretoria optou pela contratação de um Poket Show inédito da Sociedade Pelotense Música pela Música para assinalar a grande noite de festas e, assim, mesclar a cultura e a arte ao mundo dos negócios. Também estão previstas homenagens de reconhecimento aos ex-presidentes do Cipel: Paulo Chaves Garcia Leite; Roberto  Brauner Penteado; Érico da Silva Ribeiro; Antonio Carlos Mazza Leite; Pedro Antonio Leivas Leite; Darley Blank Schwonke; Theo  Bonow e Ricardo Coelho Michelon. Após o cerimonial, haverá coquetel de confraternização. Não há adesões para a festa e os convites estão sendo enviados de forma personalizada.  




    Comentários