ESPECIAL DE DOMINGO: FLÁVIO NUNES ASSUMIU IFSUL

    Em cerimônia, em Brasília, o novo reitor do IFSul foi empossado no cargo pelo ministro da Educação, Mendonça Filho

    Com o desafio de gerir uma instituição com 14 câmpus em 13 cidades do estado, Flávio Nunes tomou posse, na última terça-feira (04), como reitor do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul). A solenidade, que coroa o resultado das eleições ocorridas em março no instituto, foi realizada na sede do Ministério da Educação, em Brasília, com a presença do ministro da pasta, Mendonça Filho. No mesmo dia, também foi publicada no Diário Oficial da União a portaria que designa os novos diretores-gerais de câmpus e suas equipes, bem como os pró-reitores, diretores e coordenadores que integrarão a equipe de gestão do reitor Flávio Nunes.

    Ratificando os princípios de gestão que o elegeram, Flávio reforçou em seu discurso o compromisso da equipe com o que considera ser os três grandes balizadores das suas ações para os próximos quatro anos do instituto: o respeito ao ser humano, o foco no estudante e o diálogo permanente. Para o novo reitor, esses princípios conduzem a instituição ao respeito à diversidade, à construção de espaços efetivos de diálogo com a comunidade e à realização de ações institucionais que tenham sempre como foco a qualidade do ensino e o bem-estar do estudante. Ao falar sobre os alunos como “razão de existir de toda instituição de ensino”, Flávio ressaltou que a busca por melhorias na educação ofertada a esse público deve estar sempre presente nas decisões de gestão e nas atividades diárias dos servidores.

    Ao relembrar a sua trajetória dentro do IFSul, o novo reitor ressaltou a importância da instituição na sua formação. Segundo ele, o instituto, desde a época em que ainda era escola técnica, foi responsável por lhe abrir horizontes. Por reconhecer o peso do IFSul em sua formação, Flávio, que já foi gestor, professor e estudante dentro da instituição, destacou em sua fala o compromisso que terá com a comunidade do instituto ao assumir o novo posto. “Quero ser aquele gestor que vai buscar, em conjunto com sua comunidade acadêmica, o aperfeiçoamento das condições, em todas as dimensões, que levem a facilitar a construção de conhecimento de nossos estudantes”, comentou. Nesse sentido, o novo reitor também se comprometeu a buscar o aumento da oferta de vagas nos cursos da instituição para atingir o maior número de pessoas nas comunidades abrangidas pelas unidades do IFSul.

    Compromisso e desafios

    Entre as ações prioritárias do início de sua gestão, Flávio ressaltou que o combate às causas da evasão e da retenção está em primeiro lugar. De acordo com o gestor, esses dois problemas representam um considerável desperdício de recursos públicos, e, por isso, os esforços institucionais deverão ser pautados em direcionar as estruturas físicas e de pessoal para o alcance efetivo de toda a comunidade acadêmica que a instituição é capaz de atender.

    As dificuldades orçamentárias e financeiras que as instituições federais têm enfrentado também fizeram parte do discurso do reitor. Dirigindo-se ao ministro da Educação, Flávio pediu que Mendonça Filho continuasse “sua luta na busca pela solução destas dificuldades ou pelo menos na amenização delas, para que possamos continuar nosso trabalho de forma a manter a qualidade que sempre foi uma marca de nossas instituições”.

    A educação e suas possibilidades de transformação social, aliás, foi o tema do encerramento de seu discurso. Para o novo reitor, a conquista de uma sociedade mais justa e igualitária passa necessariamente pelo fortalecimento da educação. “Através da educação podemos contribuir com a transformação da sociedade em um lugar melhor para todos e todas viverem: este é o caminho que, como educadores, precisamos buscar e este será meu maior motivador enquanto estiver à frente do IFSul”, pontuou Flávio.

    Solenidade – Durante a solenidade, também foram empossados os reitores das Universidades Federais do Amazonas (Ufam) e da Integração Latino-Americana (Unila). Na cerimônia, os três reitores assinaram os termos de posse e fizeram o seu discurso antes do pronunciamento do ministro da Educação, Mendonça Filho, que encerrou a solenidade. Também compuseram a mesa de autoridades a secretária executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Castro; o secretário de Educação Superior, Paulo Barone; a secretária de Educação Profissional e Tecnológica, Eline Nascimento; o reitor da Ufam, Sylvio Mário Puga Ferreira; e o reitor pró-tempore da Unila, Gustavo Oliveira Vieira.

    Novas gestões na Reitoria e em oito câmpus do IFSul

    Com a nova gestão da Reitoria e com a assunção dos novos diretores-gerais nos câmpus, a comunidade do IFSul contará com novos nomes à frente de pastas ligadas à estrutura institucional. Confira, a seguir, quem assume as pró-reitorias, a vice-reitoria e a assessoria do reitor. Veja também quem assume as direções-gerais dos câmpus onde houve eleições para o cargo.

    Reitoria

    Vice-reitora: Adriane Maria Delgado Menezes

    Assessor do reitor: Antônio Carlos Barum Brod

    Pró-reitora de Administração e de Planejamento: Daniela Volz Lopes

    Pró-reitor de Gestão de Pessoas: Nilo André Pozza Rodrigues

    Pró-reitor de Ensino: Guilherme Ribeiro Rostas

    Pró-reitora de Extensão e Cultura: Gisela Loureiro Duarte

    Pró-reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação: Vinicius Martins

    Câmpus Bagé

    Diretora: Giulia D’Ávila Vieira

    Câmpus Camaquã

    Diretor: Tales Emílio Costa Amorim

    Câmpus Charqueadas

    Diretor: Jeferson Fernando de Souza Wolff

    Câmpus Passo Fundo

    Diretor: Alexandre Pitol Boeira

    Câmpus Pelotas

    Diretor: Carlos Jesus Anghinoni Correa

    Câmpus Pelotas-Visconde da Graça

    Diretor: Alvaro Luiz Carvalho Nebel

    Câmpus Venâncio Aires

    Diretor: Cristian Oliveira da Conceição

    Câmpus Sapucaia do Sul

    Diretor: Mack Léo Pedroso




    Comentários