BR-116 – REUNIÃO COM BANCADA GAÚCHA REFORÇA UNIDADE EM TORNO DA CAUSA

    Deputado Estadual Zé Nunes fala no encontro desta segunda-feira com a bancada gaúcha. Numes preside a frente parlamentar estadual na Assembleia Legislativa.

    Foi exitosa a reunião de trabalho realizada pela Frente Parlamentar pela Conclusão da Duplicação da BR 116 da Assembleia Legislativa, coordenada pelo deputado Zé Nunes (PT), juntamente com a Fecomércio, movimento Todos Juntos pela BR 116 e Frente Parlamentar da Câmara dos Deputados que trata desta matéria com a bancada federal gaúcha na manhã desta segunda-feira (11), em Porto Alegre. O encontro reforçou a unidade regional construída em torno desta pauta e preparou o conteúdo de audiências com os ministros dos Transportes, Maurício Quintella, e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, previstas para esta quarta-feira (13), em Brasília.

    Com a presença dos deputados federais Henrique Fontana, Elvino Bohn Gass, Dionilso Marcon, José Stedile e Alceu Moreira, além de representantes dos deputados Afonso Hann, Cajar Nardes e dos senadores Lasier Martins e Ana Amélia Lemos, deputados estaduais, prefeitos, vereadores, lideranças empresariais, foi reiterado o compromisso da bancada gaúcha com indicação de emenda impositiva de R$ 150 milhões no orçamento de 2018.

    O conteúdo da emenda será um dos temas das audiências em Brasília, agendadas pelos deputados federais Afonso Hann e Cajar Nardes, além do remanejamento de recursos do orçamento do DNIT ainda este ano a fim de acelerar o ritmo das obras e o montante que consta da proposta de orçamento do órgão para 2018, que está em vias de finalização para encaminhamento ao Congresso Nacional.

    As intervenções na reunião enfatizaram a preocupação com os alarmantes índices de acidentalidade na rodovia, especialmente em colisões frontais, responsáveis por 29 óbitos este ano, e que tem sido uma rotina quase diária de todos que transitam no trecho, além dos aspectos econômicos e prejuízos ocasionados pela descontinuidade do ritmo da duplicação e pela deterioração de investimentos já realizados nesta que é considerada a mais importe obra de infraestrutura em andamento no Rio Grande do Sul.

    RETOMADA DE INVESTIMENTOS PÚBLICOS

    Outra proposta defendida pela maioria dos participantes da reunião foi a retomada de investimentos públicos em infraestrutura no Brasil como ferramenta de superação da recessão econômica. Entre as hipóteses sugeridas, a ideia de utilizar aproximadamente 10% dos U$ 370 bilhões das reservas cambiais do país na criação de um fundo para retomar investimentos em infraestrutura em todo o território nacional, a fim de dinamizar a economia e a geração de empregos e renda da população.

    Também foi destacada a qualidade técnica com que o DNIT tem conduzido os investimentos. De acordo com o superintendente do Departamento no RS, Hiratan Pinheiro da Silva, são necessários mais R$ 660 milhões para a conclusão da obra que, este ano, conta com recursos orçamentários na ordem de R$ 59 milhões. Ele informou que novo trecho da obra, o viaduto de Turuçu, será entregue à circulação em pista simples na próxima sexta-feira (15) e que a previsão é concluir outros 115 km nas proximidades de Pelotas até março de 2016.




    Comentários